terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

DIARIO DO INICIADO – MEU DESPERTAR

O ocultismo sempre me fascinou, sempre fui atraído, como se uma força me puxasse e me fizesse esbarrar no assunto. Não quero questionar a existência de Deus, mas sempre tive essa ânsia para provar a existência de algo divino para o meu infeliz ego, sabe essa necessidade de preencher aquela lacuna vazia? Aquela que sempre te respondem nos templos da maneira mais dissimulada o possível? Sempre dão uma resposta fácil, para não terem que se questionar. E deixam nas mãos de Deus, mas ele não responde! Procurei nas escrituras e nos livros sagrados até fui Wicca por um período. Mas através de um sonho tudo mudou.
Essa é minha historia, sobre a nossa verdadeira origem. Todas as perguntas feitas até hoje estavam erradas e como consequência suas respectivas respostas também, mas hoje lhes trago luz e verdade. Preste atenção, muita atenção! Porque este não é um diário usual.
Terça-feira, 10 de junho de 2014
Nada de anormal, foi um dia como outro qualquer, foi um dia sem rituais, sem procura, fui trabalhar normalmente, depois fui pra faculdade, cheguei em casa exausto. Tomei banho, coloquei o pijama, comi algo rápido e fui me deitar. Então estou de frente a uma torre gigantesca, imensurável, constituída de espinhos brancos, parecendo marfim, com um espinho grande e iluminado se destacando em seu topo. Escuto meu nome, como se tivesse alguém me chamando de dentro, uma voz suave e doce. Caminho em sua direção, seus portões brancos e maciços cheios de espinhos se abre, não tem nada dentro, apenas uma salão gigantesco com inúmeras colunas, sem escadas, sem móveis, ninguém à vista. Dirijo-me adentrando o salão, seguindo a voz. Paro de frente a uma coluna e uma cabeça de leão se forma na coluna e me chama. Disse que sou bem vindo e que esta orgulhosa por eu ter escutado o chamado. Pede gentilmente para que eu escreva meu nome na coluna. Atendo seu pedido e ao terminar me deseja sorte no meu despertar.
Acordei, era noite ainda, olho para o relógio e havia passado 2 minutos desde que tinha me deitado, mas me sentia descansado, renovado, com uma sensação de paz, cheguei a rir ao lembrar-me de uma cena de algum filme do Harry Poter. Infelizmente, a sensação de paz não perdurou.
Ao me dirigir à cozinha, sinto algo viscoso subindo pela minha perna, numa reação natural de meu corpo fui de pular e tentar retirar aquilo de mim, mas já era tarde eu estava paralisado, não conseguia me mover, e um sujeito muito idoso invade a minha casa colocando minha porta abaixo. Eu grito por ajuda, e ele estendeu os braços a frente, as luzes começam a falhar, o abajur explode, as tomadas entram em curto, eu conseguia ver a energia elétrica correr desesperada ao encontro de suas mãos, como se tivesse encontrado seu senhor que há muito não via, estalando e zunindo em suas mãos com ferocidade, mal contendo a ansiedade de cumprir a vontade de seu senhor, em um simples movimento lança de suas mãos o poderoso ataque faz a estranha gosma virar cinzas.
 - Rápido meu jovem, temos pouco tempo!- Disse ele.
Sem duvidar de suas intenções fui seguindo cada passo dele. Ele me leva pra uma espécie de templo e explica que eu despertei para o mundo real, ele era membro da “Sociedade do Arcano” e que me explicaria mais quando estivéssemos salvos na sede de sociedade.
Agora temo sobre essa nova realidade e as portas que ela me abrirá.

Torre do Espinho Lunargênteo: Erigida em Arcadia, o Reino do Encantamento, onde o tempo corre de maneira estranha e uma palavra pronunciada sem pensar pode decretar o destino de alguém para todo o sempre.